Aller au contenu Aller au menu principal Aller à la recherche

Quais são as soluções naturais para o colesterol ?

O colesterol é uma gordura indispensável para o bom funcionamento do nosso organismo. Dois terços são produzidos via endógena, sobretudo a nível hepático e o restante é proveniente da alimentação.

Cholesterol

O “bom” colesterol e o “mau” colesterol

O colesterol circula pelo sangue através das lipoproteínas. Existem lipoproteínas HDL (lipoproteínas de alta densidade) e LDL (lipoproteínas de baixa densidade). Uma elevada taxa de LDL, também conhecido como “mau colesterol”, uma vez que estas lipoproteínas aumentam a quantidade de colesterol no sangue.

O LDL, também é conhecido como “mau colesterol”, uma vez que se fixa às paredes das artérias, provocando a formação de placas de ateroma.

As HDL, pelo contrário, recolhem o colesterol das paredes das artérias e transportam-no até ao fígado, onde é metabolizado. Como protegem as artérias da ação do colesterol, as HDL são conhecidas por “bom colesterol”. É necessário manter o equilíbrio entre o “bom” colesterol (HDL) e o “mau” colesterol (LDL).

Se não consegue eliminar o excesso de colesterol através da alimentação, pode diminuí-lo através do consumo de produtos “bons” ou com a ajuda de alguns ingredientes.

Os ácidos gordos Ómega 3, indispensáveis para o organismo

Os ómega 3 são ácidos gordos polinsaturados considerados “bons” para o organismo. São necessários para o desenvolvimento e funcionamento do cérebro e do sistema nervoso. Portanto, um aporte suficiente de ácidos ómega 3 é essencial ao longo de toda a vida.

A nível cardiovascular, o consumo de ácidos gordos ómega 3 pode traduzir-se numa redução da quantidade de triglicéridos no sangue.

Os alimentos mais ricos em ómega 3 são as oleoginosas (nozes), a canola, o linho e os animais marinhos (os peixes gordos como o salmão, o krill, a cavala, a sardinha, etc.).

O óleo que se extrai do krill é, por natureza, muito rico em ácidos gordos essenciais (que o organismo deve extrair durante a sua digestão), principalmente em ómega 3 tipo EPA (Ácido Eicosapentaenoico) e DHA ( Ácido Docosahexaenoico). Mas atenção, as pessoas alérgicas ao peixe ou aos crustáceos não podem consumi-lo!

Levedura de arroz vermelho, a alternativa natural

A levedura vermelha de arroz é extraída de um fungo microscópico, o Monascus purpureus, que produz um pigmento vermelho característico. A levedura de arroz vermelho contém várias moléculas chamadas monacolinas: entre elas a monacolina K.

A monacolina K apresenta propriedades interessantes para a colesterolemia. O consumo regular de 10 mg de monacolina K extraída da levedura de arroz vermelho contribui para a manutenção de níveis regulares de colesterol.

É recomendado monitorizar o consumo de levedura de arroz vermelho com acompanhamento médico adequado e ter em consideração, as precauções de uso e recomendações associadas a este tipo de produtos.

Fitoesteróis, a vantagem natural !

Os fitoesteróis têm uma estrutura parecida com a do colesterol. Segundo a agência francesa de segurança alimentar (ANSES): « “Os fitoesteróis têm a capacidade de reduzir os níveis de colesterol no sangue” ». Os fitoesteróis e os fitoestanóis ajudam a reduzir o colesterol no sangue.

Como o seu próprio nome indica, os fitoesteróis estão presentes em alimentos vegetais, especialmente em óleos, cereais, frutas e verduras frescas e frutos oleoginosos. Entre elas, o gérmen de trigo é especialmente conhecido pela sua riqueza em ácido linoleico. É a parte “viva” do grão que contém todos os constituintes necessários para o crescimento da futura planta. O óleo que é extraído é rico em fitoesteróis que diminuem a absorção do colesterol pelo intestino.

Como complemento da dieta, o óleo de gérmen de trigo ajuda a alcançar os 10 g de ácido linoleico que necessitamos diariamente para manter um índice de colesterol normal.

ELIMINAR OS QUILOS A MAIS

É preciso ter em conta que os quilos a mais favorecem o excesso de colesterol. A perda de peso permite reduzir o índice de mau colesterol e aumentar o bom, assim como o desporto, o inevitável aliado da saúde. Siga uma dieta saudável e pratique exercício físico de forma regular.