Aller au contenu Aller au menu principal Aller à la recherche

Ossos e articulações saudáveis

À medida que envelhecemos os nossos ossos tornam-se mais frágeis, isso acontece devido a perda de densidade óssea e ocorre especialmente a partir dos 65 anos e maioritariamente nas mulheres. Contudo, uma dieta equilibrada conjugada com determinados suplementos alimentares poderá equilibrar a perda da massa óssea e consequentemente diminuir o risco de fratura.

Une ossature saine

Músculos Fortes e uma Alimentação Equilibrada para manter a Coluna Vertebral Saudável

A desmineralização óssea afeta sobretudo as articulações dos pulsos, ancas e da coluna vertebral. É verdade que nem todas as pessoas apresentam a mesma densidade óssea, mas um estilo de vida adequado contribui para a manutenção dos ossos fortes.

Por este motivo, para prevenir os problemas de costas ou de fragilidade óssea, é essencial que haja um fortalecimento da massa muscular, para que a carga ao nível dos ligamentos seja menor e consequentemente haja uma proteção das articulações.

Para além de praticar exercício físico com regularidade, adotar uma dieta rica em vitaminas e minerais, também contribui para a manutenção da saúde das articulações. Por isso, devemos dar preferência aos produtos lácteos, aos peixes gordos (sardinha, cavala, etc.), aos legumes como os brócolos e às leguminosas, nomeadamente o grão. Todos eles são fontes de cálcio, elemento indispensável para o bom funcionamento das nossas células ósseas. A vitamina D, que se encontra no peixe azul e nos cereais integrais, favorece a absorção do cálcio por parte do intestino, o que é essencial para que este se fixe nos ossos. Por último, o potássio (bananas, tâmaras) e o magnésio (legumes e frutos secos) também contribuem para reforçar a densidade óssea.

Ossos e Articulações fortes graças às plantas

As plantas e os minerais constituem também uma ajuda natural para fortalecer os ossos e proteger as articulações. As mais conhecidas são:

Cavalinha
(Equisetum arvense)

cola-de-caballo
 

 

A cavalinha é rica em silício que por sua vez estimula a síntese do colagénio nos ossos e no tecido conjuntivo. Desta forma, contribui para a reconstituição da cartilagem e para o fortalecimento das fraturas, consolidando a formação da massa óssea.

Harpagofito
(Harpagophytum procumbens)

harpagofito
 

 

As raízes do Harpagófito são ricas em glucoiridóides e procúmbido que têm inegáveis propriedades anti-inflamatórias e analgésicas (contra a dor). Hoje em dia, os benefícios do Harpagófito no tratamento da dor articular, dos reumatismos, da artrose, da artrite (joelho, anca, coluna vertebral) e das tendinites já são universalmente reconhecidos.

Cúrcuma
(Curcuma longa)

curcuma

 

O rizoma da curcuma (Curcuma longa) contribui para manter a flexibilidade e o conforto articular. A pimenta preta (Piper nigrum), que contém piperina, aumenta a absorção da curcuma. A curcuma e a pimenta negra possuem propriedades antioxidantes.

Magnésio
 

magenesio

O magnésio contribui para uma formação adequada do tecido conjuntivo, que afeta, sobretudo, o conforto articular.

#mudeparaonatural